Coisas Legais » Das Amigas » Pais e Filhos

A maternidade e a estranha relação com o tempo

16.03.2015 Tatiana Porto

 

Uns meses atrás fui visitar na maternidade uma amiga que tinha acabado de ter bebê. Foi impossível não reviver todos os passos, sentimentos, descobertas que eu vivi no nascimento dos meus filhos – até porque era a mesma maternidade. Até dos cheiros eu me lembrei. E que saudades! Senti muita saudade mesmo… Há 1 ano e meio eu estava ali na mesma situação, recebendo visitas (não tantas como no primeiro filho), aprendendo a lidar com minha pequena e sentindo o amor transbordar novamente.

Como mãe, percebo que temos uma relação de amor e ódio com o tempo, porque se por um lado reclamamos que ele passa muito rápido, por outro somos pegas falando “não vejo a hora dele dormir a noite toda”, “ela está demorando muito pra andar”, “não vejo a hora dela crescer e me acompanhar nos passeios”. O tempo é implacável mesmo, ele passa, e passa voando, principalmente depois que se tem filhos. A cada dia eles evoluem em algo, crescem mais um pouquinho, aprendem algo novo, mudam um comportamento que jurávamos ser “para sempre”. E nós? Tentamos pegar esse bonde junto, mas sempre teremos a sensação de que perdemos algo pelo caminho.

E não só de que perdemos algo, mas também que não fizemos o suficiente. Acho que foi isso que me pegou naquele dia na maternidade… senti saudades, mas senti mais ainda uma vontade de voltar no tempo, e aproveitar mais intensamente cada segundo, e fazer muitas coisas de um jeito diferente – embora saiba que se tivesse essa chance, provavelmente não ficaria satisfeita de novo.

Mas ao mesmo tempo em que passava essa sessão nostalgia do nascimento, ali estava minha bebê – que nem é tão mais bebê assim – fazendo algo que merecia uma bronca. E depois de repreendê-la, ela vira pra mim e fala: “Iculpa, mamãe”. Só me restou morrer de amor, e agradecer por tudo acontecer no tempo certo e por estar ali vivendo isso.

Formada em Administração com ênfase em Marketing pela ESPM, hoje exerço uma profissão que sempre esteve dentro do meu coração: sou mãe em tempo integral de dois lindos pequeninos: João e Luiza. Com isso, também sou dona de casa, recreadora, professora, enfermeira, cozinheira, motorista, palhaça particular e administradora de um e-commerce de roupas e acessórios para bebês e crianças.