Coisas Legais » Livros

Trilogia All Souls

15.08.2014 Samia Assaf

 

Pra quem é fã de fantasia, literatura fantástica e viagens em geral, vamos falar da Trilogia das Almas (All Souls Trilogy), da escritora Deborah Harkness.

 

A trilogia é composta pelos livros:

I –  A Descoberta das Bruxas (A Discovery of Witches)
II –  Sombra da Noite (Shadow of Night)
III – O Livro da Vida (The Book of Life)

 

trilogia-all-souls-harkness

 

 

Sobre a Trama

 

A  história mistura fantasia, romance e ação e começa quando a historiadora Diana Bishop encontra um misterioso manuscrito, chamado Ashmole 782, em uma biblioteca da Universidade de Oxford, onde trabalha.  Diana logo descobre que seu achado é, na verdade, um exemplar desaparecido e cobiçado (por seres não humanos) por séculos, o que acaba virando sua vida do avesso.

Estes seres não humanos, no livro chamados de “criaturas”, são de 3 tipos: bruxos, vampiros e demônios – os últimos não necessariamente maus e sem ter qualquer relação com o diabo, propriamente dito. Todos eles buscam o livro, pois acreditam que ele explique a origem da vida e surgimento destas diferentes espécies.

O primeiro que aparece em busca do manuscrito é o geneticista Matthew Clairmont, um vampiro de aparência jovem apesar dos mais de 1.500 anos de idade. Esta procura acaba criando um envolvimento amoroso entre ele e Diana, que é bruxa, embora “não praticante”, desde a morte dos pais, na sua infância.

Tendo que se proteger da perseguição de inimigos interessados no manuscrito e do preconceito de outras criaturas que vivem sob regras que não permitem a união entre duas espécies diferentes, Diana se vê obrigada a aprender a praticar sua magia e a compreender melhor sua natureza. Para isso, o casal viaja no tempo, (e no espaço, pois a história se desenrola em diversos países), faz alianças políticas, amizades sinceras, pesquisas científicas e mais uma porção de coisas que trazem muita ação à trama.

 

O que tem de mais bacana na trilogia?

 

Tanto a personagem principal do livro, Diana Bishop, como sua autora, Deborah Harkness, são historiadoras de ciência. Graças a isso, uma porção de referências históricas e científicas aparecem entrelaçadas na fantasia, deixando-a muito mais interessante de se ler.
É aquele livro que tem grandes chances de transformar o leitor em pesquisador, despertando nele aquela vontade de consultar o Google  e as referências bibliográficas, pra saber mais sobre os tópicos abordados na história.

 

O que incomoda?

 

Tem horas que a história fica um pouco melosa demais, mas não compromete.  Aquela coisa típica do homem defensor/protetor/controlador/salvador da pátria/cheio de declarações de amor que faz sucesso com a mulherada.

As partes mais legais mesmo são as que mostram as curiosas descobertas da bruxa.

 

Sou publicitária formada pela ESPM e jornalista formada pela Católica UniSantos, com experiência profissional em planejamento de comunicação e cursos de especialização em marketing digital, também realizados na ESPM. Amo tudo o que é criativo, não sobrevivo sem música, sou apaixonada por viagens, adoro aprender coisas novas, adoro gente simples e espontânea, minha maior paixão é escrever!